Sexo Antes do Treino: É Melhor Praticar ou Evitar?

A suposta queda de rendimento causada pelo sexo antes do treino é um assunto que há muito tempo permeia a vida de atletas profissionais e de praticantes amadores de atividades físicas no geral.

Por mais que alguns atletas de grande sucesso na história, a exemplo de Mike Tyson e Romário jurassem praticar atividades sexuais antes de eventos importantes de suas respectivas modalidades, existem também aqueles que apoiam a abstinência de sexo antes do treino com o objetivo de melhor rendimento.

Visto isso, qual o caminho correto a seguir caso o seu desejo seja aumentar ou não perder rendimento nas modalidades esportivas? Será evitar sexo antes do treino e competição ou a situação contrária?

Decidimos, então, colocar à sua disposição os resultados de alguns estudos direcionados a esse tema.

Vamos lá!

Resultados Animadores: Sexo Antes do Treino Não Prejudica o Desempenho

Um estudo recente realizado na Universidade Estadual da Califórnia apontou que a prática de sexo antes de exercícios físicos pode promover uma sensível melhora no desempenho do praticamente.

No estudo em questão, os pesquisadores solicitaram a um grupo de 12 (doze) homens que realizassem exercícios de musculação na parte inferior do corpo em manhãs pós-sexo e em manhãs posteriores a uma noite sem a prática de atividades sexuais. Os resultados foram bem animadores.

De acordo com esse estudo, os pesquisadores diagnosticaram que o sexo não tem efeito sobre a capacidade dos homens de realizar os movimentos de musculação.

Os resultados práticos evidenciaram uma estabilidade muscular tanto no desempenho de pico como no desempenho médio da prática de exercícios, independentemente da prática de sexo na noite anterior ou não.

Embora o estudo tenha sido reconhecidamente muito pequeno, os dados da pesquisa sugerem que o sexo não prejudica a força muscular quando realizado dentro de 12 horas de um treino de ginástica.

A única ressalva é que a nível mundial a vitória ou derrota pode ser decidida por margens muito pequenas de desempenho, algo que põe uma pulga atrás da orelha dos atletas profissionais de alto rendimento.

Porém, pesquisas adicionais sobre o assunto lançam um pouco mais de otimismo aos amantes do sexo antes do treino ou competição.

Por exemplo: um estudo realizado em 2003 na China descobriu que os níveis de testosterona de um homem permanecem relativamente estáveis nos dias após a realização de atividades sexuais. Alguns outros estudos apontam até para um sensível aumento dos níveis de testosterona nos dias seguintes às atividades sexuais.

Portanto, segundo a essas pesquisas, sexo antes do treino não é nada prejudicial ao atleta.

Resultados Frustrantes: A Abstinência Pode Elevar o Rendimento Físico

Digamos que nem só de alegrias vivem os atletas.

As principais frustrações vêm justamente de estudos que nos deixam de certa maneira animados.

O mesmo estudo realizado na China em 2003 evidenciou que os níveis de testosterona do homem podem subir até 45% a partir do sétimo dia de abstinência sexual, podendo se elevar ainda mais nos dias subsequentes a esse sétimo dia.

Ou seja, segundo esse estudo, ficou evidente que o sexo antes do treino não prejudica o desempenho do atleta, porém, em contrapartida, a abstinência sexual pode melhorar consideravelmente o rendimento caso efetuada por um período relativamente prolongado.

Como se isso não fosse suficiente, os especialistas ainda orientam que cada esporte demanda uma necessidade metabólica e situacional diferente do atleta, impossibilitando que qualquer estudo possa ser generalizado para todas as modalidades esportivas.

O que Fazer, Então?

A resposta para essa indagação pode parecer contraditória, porém, segundo especialistas, pode ser a mais indicada para nossa necessidade.

A resposta é a seguinte: Faça o que você quiser!

Pensemos juntos: se os estudos evidenciam que diferentes modalidades esportivas possibilitam situações distintas em relação a prática de sexo, somente o atleta poderá diagnosticar se a relação sexual pode prejudicar ou não na modalidade que ele pratica.

Porém, é aconselhável evitar sexo extenuante antes do treino ou das competições.

Para resumir, se você sente que o sexo relaxa e ajuda a se concentrar durante a competição, sinta-se à vontade e mande bala. Porém, se você acha que se abster pode ajudar você a ficar mais agressivo, vá em frente e deixe o sexo para depois da competição.

A única certeza é que, infelizmente, a ciência ainda não dispõe de provas suficientes para sugerir uma mudança drástica de rotina na busca pelo melhor rendimento nas atividades físicas.

machoviril

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.